O prazer da leitura é um deleite compreendido por poucos. Muitos não têm o hábito, alguns se rendem por necessidade ou obrigação. Contudo, apenas uma parcela da humanidade é capaz (por opção) de abrir um livro e entregar-se ao texto por pura satisfação.

O livro exerce o poder de seduzir os olhos, transformando letras em cenários num convite à mente humana para um “mergulho” que pode permear distâncias e épocas inimagináveis. Quem aprecia conhece bem o seu magnetismo. E mesmo os apelos visuais, auditivos e tecnológicos dos filmes, quase sempre, os deixam aquém da versão mágica do papel.

A viagem literária transpõe tempo e espaço e nos leva sutilmente à posição de esmerados expectadores ou coadjuvantes. Além do entretenimento, o leitor ganha dessa experiência a sabedoria de ilustres autores e seus mais rebuscados conteúdos. É pena tão pouca gente ter contato com os livros.

Os conteúdos que adentram a nossa casa pelos meios de comunicação, não raro, deixam muito a desejar. Enquanto isso, as livrarias estão com as prateleiras abarrotadas de livros, fazendo cachoeira de obras-primas. Autores que são verdadeiras fontes de sabedoria compartilham suas experiências e conhecimentos. Páginas e páginas dedicadas à pesquisa de causas interessantes, instigantes, dos mais diversos teores. Existem milhares de autores consagrados, obras esgotadas e reeditadas.

Inebriantes romances clássicos, dramas, policiais, auto-ajuda, religiosos e espiritualistas... Livros técnicos ou de uma área específica. Educação, psicologia, marketing, economia, política... Infinitos gêneros dos quais muitos têm interesse, mas poucos têm acesso, veja só: por causa da falta de hábito da leitura. Não é incrível?

Mas isso é coisa do passado. Graças à tecnologia e ao empreendedorismo de alguns, agora os livros podem fazer-se conhecidos entre aqueles que não gostam ou, por algum motivo, não podem ler. Como? Pelos ouvidos!

Está na moda o áudio livro. Obras literárias em CD, para ouvir no carro, durante os congestionamentos (comuns nas grandes metrópoles) ou enquanto faz-se a caminhada matinal. Práticos, também, para os que já apreciam os livros, mas pelo estilo de vida agitado dos dias atuais, não têm tempo para ler o quanto gostariam.

Um monte de gente se beneficia com o áudio livro. Imagine os deficientes visuais? Ou os que estão na terceira idade, quando a visão já não é lá essas coisas. Não é providencial? Podem ouvir um romance enquanto ocupam-se com algum trabalho manual. Fazer essas atividades “ouvindo” um bom livro é legal demais!

Não se trata de largar o velho e bom livro tradicional. Mas, de otimizar o nosso tempo com mais leitura. Bem, durante as minhas viagens de negócios, eu carrego sempre um livro debaixo do braço pra ler no avião. Já o áudio livro eu utilizo em ocasiões específicas. As mais comuns acontecem no trânsito, enquanto me desloco de um lugar para outro. Eu nem me estresso mais com os engarrafamentos! E cá pra nós, às vezes, já na garagem de casa, eu chego a ficar mais uns cinco minutinhos no carro se o capítulo estiver no seu ápice. É puro prazer.

Sobretudo, o áudio livro vem ocupar um papel importante na minha vida, na busca pela prática de caminhadas como exercício físico. Quem leu “A Saga da Academia” entende bem o que estou falando. Agora, sinto-me estimulada para caminhar. E, melhor, não sinto o tempo passar e nem fico ansiosa para terminar os meus seis quilômetros quase diários. Vou ouvindo aquela conversa de pé-de-ouvido, fazendo as minhas reflexões ou rindo sozinha... É muito bacana!

Pena, ainda terem poucas obras em CD. As opções ainda são muito restritas, comparando com o livro impresso. Mas, isto, é uma questão de tempo. Onde encontrar? Toda livraria já tem uma sessão de áudio livros, e o Google oferece vários sites com opções de compra pela internet ou para baixar o arquivo. Isto é o futuro. Cada vez mais a tecnologia nos dá ferramentas para mais e mais informação. E os ganhos que a gente pode ter com isso, tem a ver com a escolha de conteúdos e com o momento da prática desses novos hábitos. O áudio livro, portanto, é um bom companheiro para quando você estiver sozinho. Nada deve sobrepor os momentos em família e com os amigos.

Foto divulgação


Links para esta postagem